Páginas

pergunta:

"Até quando vamos ter que agüentar a apropriação da idéia de 'liberdade de imprensa', de 'liberdade de expressão', pelos proprietários da grande mídia mercantil – os Frias, os Marinhos, os Mesquitas, os Civitas -, que as definem como sua liberdade de dizer o que acham e de designar quem ocupa os espaços escritos, falados e vistos, para reproduzir o mesmo discurso, o pensamento único dos monopólios privados?"

Emir Sader

6.4.17

"A mídia brasileira foi pior ou igual que Zé Mayer..." Xico Sá

247 – A mídia brasileira foi pior do que José Mayer no tratamento com a ex-presidente Dilma Rousseff, compara o jornalista Xico Sá, que lembra da época das manifestações durante a Copa do Mundo e contra o impeachment em 2016.

"O Brasil machista pegou pesado com a presidente Dilma, a chamava de vaca na varanda gourmet, e as redes de TV incentivavam. A mídia brasileira foi pior ou igual que Zé Mayer em relação a Dilma", escreveu ele no Twitter.

"Todas as emissoras de TV aberta do Brasil filmar e apoiar cartazes com 'Dilma vaca' e abrir o microfone para gritos machistas", destacou. "Aqueles machões ridículos com camisas da CBF corrupta berravam 'Dilma vaca' para felicidade das redes de tvs. E os âncoras riam felizes", lamentou ainda.

Segundo ele, "o machismo fdp contra Dilma foi relevado por toda gente e imprensa brasileira que agora se diz moderninha". No caso José Mayer, acusado de assédio por uma figurinista, a emissora afastou o ator e divulgou nota repudiando o episódio.

"Não vi nenhum cuidado do jornalismo brasileiro contra o Porco-chauvinismo contra Dilma. Zero, que erro histórico", destacou o jornalista.


http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/289066/Xico-S%C3%A1-contra-Dilma-m%C3%ADdia-brasileira-foi-pior-do-que-Jos%C3%A9-Mayer.htm

Nenhum comentário:

Cancion con todos

Salgo a caminar
Por la cintura cosmica del sur
Piso en la region
Mas vegetal del viento y de la luz
Siento al caminar
Toda la piel de america en mi piel
Y anda en mi sangre un rio
Que libera en mi voz su caudal.

Sol de alto peru
Rostro bolivia estaño y soledad
Un verde brasil
Besa mi chile cobre y mineral
Subo desde el sur
Hacia la entraña america y total
Pura raiz de un grito
Destinado a crecer y a estallar.

Todas las voces todas
Todas las manos todas
Toda la sangre puede
Ser cancion en el viento
Canta conmigo canta
Hermano americano
Libera tu esperanza
Con un grito en la voz