Páginas

pergunta:

"Até quando vamos ter que agüentar a apropriação da idéia de 'liberdade de imprensa', de 'liberdade de expressão', pelos proprietários da grande mídia mercantil – os Frias, os Marinhos, os Mesquitas, os Civitas -, que as definem como sua liberdade de dizer o que acham e de designar quem ocupa os espaços escritos, falados e vistos, para reproduzir o mesmo discurso, o pensamento único dos monopólios privados?"

Emir Sader

1.12.14

Uruguai: uma utopia para o novo século?

30/11/2014 - Copyleft

Uruguai: uma utopia para o novo século?

O Uruguai avança em relação aos direitos civis ao mesmo tempo no qual ondas conservadoras bloqueiam agendas progressistas em países como o Brasil.


Vinicius Wu
Arquivo








A vitória de Tabaré Vazquez no Uruguai, após Mujica enfrentar temas como drogas e união civil de pessoas do mesmo sexo é um sopro de esperança para a esquerda latino-americana. A Frente Ampla mostra que é possível governar disputando hegemonia, debatendo valores e temas polêmicos, sem ceder ao senso comum. É um caso a ser analisado e valorizado.

O Uruguai avança em relação aos direitos civis ao mesmo tempo no qual ondas conservadoras bloqueiam agendas progressistas em países como o Brasil.

Recentemente, o Uruguai voltou a pautar o noticiário internacional em função da proposta do governo local de facilitar a entrada e a permanência, em seu território, de cidadãos dos demais países membros do Mercosul. E isso após, pelo menos, duas décadas de agendas xenófobas sendo pautadas por governos mundo afora.

Não seria nenhum exagero afirmar que a agenda das liberdades individuais está no centro dos debates sobre a democracia do século XXI. E a renovação do pensamento de esquerda passará - em grande medida - pela incorporação de uma série de temas que dizem respeito a modos de vida, comportamento, cultura e direitos individuais.

O país do extremo Sul do continente americano vai conformando uma experiência que deve ser observada com atenção pela esquerda latino-americana.

O Uruguai, certamente, não é um país perfeito e a Frente Ampla vive intensamente suas contradições. Não devemos ceder a nenhum tipo de mistificação. Idealizações já custaram muito caro à esquerda ao longo do século XX.

Mas o significado desta experiência da esquerda uruguaia - que vai promovendo transformações e disputas em torno de novos valores - sob um regime democrático pode, sim, consolidar-se enquanto uma utopia de novo tipo.

Num tempo marcado pela descrença nas Instituições e na representação política, o país pode se tornar uma referência para a juventude da Era da informação em rede, que acompanha em tempo real tudo o que ocorre no mundo.

Sem nenhuma pretensão em retornarmos ao tempo dos "modelos" e dos "faróis" da esquerda, talvez seja mesmo o caso de observarmos, com muita atenção, o que se passa na terra de Mujica e Galeano. Quem sabe assim, possamos, ao menos, caminhar em direção a novos horizontes.



Créditos da foto: Arquivo



Nenhum comentário:

Cancion con todos

Salgo a caminar
Por la cintura cosmica del sur
Piso en la region
Mas vegetal del viento y de la luz
Siento al caminar
Toda la piel de america en mi piel
Y anda en mi sangre un rio
Que libera en mi voz su caudal.

Sol de alto peru
Rostro bolivia estaño y soledad
Un verde brasil
Besa mi chile cobre y mineral
Subo desde el sur
Hacia la entraña america y total
Pura raiz de un grito
Destinado a crecer y a estallar.

Todas las voces todas
Todas las manos todas
Toda la sangre puede
Ser cancion en el viento
Canta conmigo canta
Hermano americano
Libera tu esperanza
Con un grito en la voz