Páginas

pergunta:

"Até quando vamos ter que agüentar a apropriação da idéia de 'liberdade de imprensa', de 'liberdade de expressão', pelos proprietários da grande mídia mercantil – os Frias, os Marinhos, os Mesquitas, os Civitas -, que as definem como sua liberdade de dizer o que acham e de designar quem ocupa os espaços escritos, falados e vistos, para reproduzir o mesmo discurso, o pensamento único dos monopólios privados?"

Emir Sader

20.12.14

neste sábado, às 21h30

TV Brasil :: Descalço sobre a Terra Vermelha

Baseada na obra homônima do escritor Francesc Escribano, Descalço sobre a Terra Vemelha narra a saga do bispo emérito de São Félix, Pedro Casaldàliga, ao chegar no Araguaia em 1968. 

Série exibida aos sábados: dias 13, 20 e 27 de dezembro
às 21h30, na TV Brasil
transmitido também pela TVE RS:

Descalço sobre a Terra Vermelha narra a saga do bispo emérito de São Félix do Araguaia-MS,Pedro Casaldàliga, ao chegar no Araguaia-MT em 1968. O religioso se posicionou ao lado dos desfavorecidos na luta pela posse da tera, enfrentando fazendeiros, a ditadura e até mesmo o Vaticano.

Dividida em três capítulos de 52 minutos e exibida pela primeira vez no pais, a obra dirigida pelo cineasta Oriol Ferrer é resultado da coprodução entre a TVC, a TVE, a TV Brasil, a brasileira Raiz Produções e a Minoria Absoluta, produtora espanhola. A película também foi premiada na Ásia, no Festival de Seul, e pelo New York International TV & Film Awards. A minissérie é baseada na obra homônima de autoria do escritor Francesc Escribano.

Pedro Casaldáliga nasceu na província de Barcelona, em 16 de fevereiro de 1928, e vive no Brasil até hoje. Aos 86 anos, luta contra o Mal de Parkinson e deu carta branca aos produtores para a realização do filme. Na pré-estreia da obra em São Félix do Araguaia -MT, onde mas de mil pessoas participaram como figurantes, destacou o receio de ser retratado como protagonista das lutas da região, ressaltando que as conquistas foram resultado da luta e da caminhada de muitos.

Trailer:
https://www.facebook.com/video.php?v=10153082927462985&fref=nf

SEGUNDO EPISÓDIO:

Por uma Igreja da Amazônia

Bispo lança manifesto pelos indígenas e contra a exclusão social
Realidade dos indígenas é denunciada por Casaldàliga
Realidade dos indígenas é denunciada por Casaldàliga

Casaldàliga continua o seu "doutrina de fé", no Vaticano, diante dos Cardeais Ratzinger e Gantin.

Para tentar entender as pessoas e as questões importantes da região do centro oeste brasileiro, Casaldàliga se relaciona com todo mundo, até mesmo com os latifundiários e com os poderosos, até que um dia decide deixar de fazê-lo. O ponto de virada ocorre em uma festa na casa de um fazendeiro, onde foi convidado a celebrar uma missa. Ao testemunhar a ostentação de riqueza e fartura por parte do anfitrião e dos convidados, torna-se insuportável para alguém que viu a pobreza e a privação absoluta predominante na região, conviver com as duas realidades tão díspares. Depois daquele dia, Casaldàliga rompe todas as relações com essa gente de poder econômico e político, e o anuncia a todo o povo durante uma missa na igreja.

Talvez Casaldàliga não tenha conhecimento das consequências que terá sua decisão. Mas a partir deste momento, casaldàliga torna-se um problema e uma complicação para os senhorios e os poderosos de toda a região.

Casaldàliga consegue que algumas pessoas venham de todo o Brasil para colaborar com ele: Moura e irmã Irene são alguns que vieram para ajudá-lo neste trabalho.

São Félix do Araguaia, 1970. Casaldáliga publica, sem o consentimento da Conferência Episcopal do Brasil, o manifesto - "Uma igreja da Amazônia em conflito com o latifúndio e a exclusão social" - que dá a volta ao mundo e coloca em evidência as condições desumanas com que se vive na região.


Ficha técnica
Direção: Oriol Ferrer
Produção: Minoria Absoluta, Raiz Produções, TV3, TVE, TV Brasil
Elenco: Eduard Fernández Sergi López Babu Santana Eduardo Magalhães
Formato: minissérie
Gênero: drama, história
Ano: 2012
País de origem: Espanha/Brasil
Classificação indicativa: 14 anos

Nenhum comentário:

Cancion con todos

Salgo a caminar
Por la cintura cosmica del sur
Piso en la region
Mas vegetal del viento y de la luz
Siento al caminar
Toda la piel de america en mi piel
Y anda en mi sangre un rio
Que libera en mi voz su caudal.

Sol de alto peru
Rostro bolivia estaño y soledad
Un verde brasil
Besa mi chile cobre y mineral
Subo desde el sur
Hacia la entraña america y total
Pura raiz de un grito
Destinado a crecer y a estallar.

Todas las voces todas
Todas las manos todas
Toda la sangre puede
Ser cancion en el viento
Canta conmigo canta
Hermano americano
Libera tu esperanza
Con un grito en la voz