Páginas

pergunta:

"Até quando vamos ter que agüentar a apropriação da idéia de 'liberdade de imprensa', de 'liberdade de expressão', pelos proprietários da grande mídia mercantil – os Frias, os Marinhos, os Mesquitas, os Civitas -, que as definem como sua liberdade de dizer o que acham e de designar quem ocupa os espaços escritos, falados e vistos, para reproduzir o mesmo discurso, o pensamento único dos monopólios privados?"

Emir Sader

8.5.17

Juíza que restringiu manifestação em Curitiba já atacou Lula nas redes sociais

Juíza que restringiu manifestação em Curitiba já atacou Lula nas redes sociais

Jornal GGN - A juíza Diele Denardin Zydek, que impôs uma série de restrições e ameaça com multas que chegam a R$ 100 mil a movimentos sociais que pretendem apoiar Lula em Curitiba, nesta semana, já criticou o ex-presidente nas redes sociais, além de ter demonstrado apoio incondicional à Lava Jato, nas figuras de Sergio Moro e dos procuradores.

O Brasil 247 mostrou que Diele, no Facebook, disparou contra Lula no episódio em que o Supremo Tribunal Federal paralizou os processos em Curitiba para análise. Ela também se manifestou contra o petista quando da condução coercitiva e da possibilidade de posse como ministro do governo Dilma.

Diele estabeleceu uma ordem que proíbe que pessoas furem o bloqueio criado pela polícia ao redor da sede da Justiça Federal de Curitiba nesta quarta (10), dia em que Lula deverá falar sobre o triplex. Além disso, quem montar acampamentos ou estrutura como palcos poderá ser multado em R$ 100 mil.

A Defensoria Pública do Paraná, através do Núcleo da Cidadania e Direitos Humanos e do Núcleo Itinerante das Questões Fundiárias e Urbanísticas, entrou no Tribunal de Justiça com um pedido de habeas corupus contra a decisão da juíza Diele. Camille Vieira da Costa, coordenadora do Núcleo, açpontou que a decisão de primeira instância fere o direito à livre circulação e de manifestação. "A nossa perspectiva é a de garantir o direito de ir e vir de todas as pessoas, independentemente do posicionamento político", afirmou, segundo O Cafezinho.

Do Brasil 247

A juíza Diele Zydek, que vetou manifestações em Curitiba no dia 10, quando mais de 30 mil pessoas deverão emprestar seu apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, é também militante, nas redes sociais, contra o PT.

No dia 4 de março de 2016, data da condução coercitiva do ex-presidente Lula, ela afirmou que "a casa caiu para Lula".

Dias depois, ela também se manifestou contra a nomeação de Lula para a Casa Civil, um ato legal da presidente deposta Dilma Rousseff, que foi derrubado por uma liminar do ministro Gilmar Mendes.

"O direito de manifestação não se confunde com a possibilidade de ocupação de bens públicos ou particulares", escreveu a magistrada em sua decisão, assinada na última sexta-feira.

Abaixo, reportagem do Conjur:

A Justiça do Paraná proibiu manifestações públicas na região da sede da Justiça Federal em Curitiba. Por causa do depoimento do ex-presidente Lula ao juiz federal Sergio Moro, a juíza Diele Denardin Zydek proibiu a montagem de estruturas nos arredores do fórum e determinou que apenas pessoas autorizadas adentrem o perímetro feito pela Secretaria de Segurança do Paraná. As manifestações estão restritas das 23h desta segunda-feira (8/5) até as 23h sexta-feira (10/5), dia do depoimento.

"O direito de manifestação não se confunde com a possibilidade de ocupação de bens públicos ou particulares", escreveu a magistrada em sua decisão, assinada na sexta-feira (5/5). "Diante do elevado número de pessoas envolvidas, muito embora seja obstada a ocupação de ruas e praças públicas, é salutar que o requerente, juntamente com os movimentos indicados na peça inaugural, negocie soluções a fim de garantir o direito de manifestação, com a limitações ora deferidas."

Lula deporá a Moro como réu em uma ação penal na qual é acusado de receber R$ 75 milhões da construtora Odebrecht para ajudá-la a conseguir oito contratos com a Petrobras. A ação corre desde setembro, e manifestações são esperadas desde que a audiência foi marcada.

Inicialmente, o depoimento havia sido marcado para o dia 3 de maio. Diante das convocações para manifestações e da expectativa de participação de 50 mil pessoas, a Secretaria de Segurança do Paraná e a Polícia Federal pediram adiamento da audiência. Queriam mais tempo para se organizar, e Moro deferiu.

Na quinta-feira (4/5), a Justiça Federal no Paraná publicou portaria suspendendo o atendimento ao público e a entrada de pessoas não autorizadas nas dependências da Justiça Federal no dia da audiência de Lula. A decisão foi tomada a pedido da Procuradoria Municipal de Curitiba.

Na sexta, a juíza Diele Zydek escreveu que são esperadas milhares de pessoas, o que vai atrapalhar o direito de livre circulação das pessoas que moram e trabalham na região. A "análise da situação concreta", afirmou a juíza, faz "necessária a limitação parcial do acesso às imediações do Justiça Federa".

Caso pedestres e veículos não autorizados adentrem a área mais próxima do fórum, estarão sujeitos a multas diárias de R$ 100 mil. Na área secundária demarcada pela Polícia Militar do Paraná, a entrada não autorizada acarreta multa de R$ 50 mil. Já a "montagem de estruturas e acampamentos" será punida com multa diária de R$ 50 mil.

A juíza se baseou em decisão de 2002 do Tribunal Regional Federal da 4ª Região segundo a qual "a garantia constitucional do direito à manifestação não se estende à ocupação, ainda que provisória, do bem público".

PS: O Facebook da juíza Diele Denardin Zydek tem compartilhamentos de diversas matérias elogiosas a Moro e o MPF e algumas do site de extrema direita O Antagonista: 


http://jornalggn.com.br/noticia/juiza-que-restringiu-manifestacao-em-curitiba-ja-criticou-lula-nas-redes-sociais


Assine



Nenhum comentário:

Cancion con todos

Salgo a caminar
Por la cintura cosmica del sur
Piso en la region
Mas vegetal del viento y de la luz
Siento al caminar
Toda la piel de america en mi piel
Y anda en mi sangre un rio
Que libera en mi voz su caudal.

Sol de alto peru
Rostro bolivia estaño y soledad
Un verde brasil
Besa mi chile cobre y mineral
Subo desde el sur
Hacia la entraña america y total
Pura raiz de un grito
Destinado a crecer y a estallar.

Todas las voces todas
Todas las manos todas
Toda la sangre puede
Ser cancion en el viento
Canta conmigo canta
Hermano americano
Libera tu esperanza
Con un grito en la voz