Páginas

pergunta:

"Até quando vamos ter que agüentar a apropriação da idéia de 'liberdade de imprensa', de 'liberdade de expressão', pelos proprietários da grande mídia mercantil – os Frias, os Marinhos, os Mesquitas, os Civitas -, que as definem como sua liberdade de dizer o que acham e de designar quem ocupa os espaços escritos, falados e vistos, para reproduzir o mesmo discurso, o pensamento único dos monopólios privados?"

Emir Sader

26.7.17

Um pouco tarde e cínico procurador dizer agora que objetivo era derrubar Dilma.

Um pouco tarde e cínico procurador dizer agora que objetivo era derrubar Dilma. Por Jean Wyllys

 
O procurador Carlos Fernando dos Santos Lima

PUBLICADO NO FACEBOOK DE JEAN WYLLYS

Um pouco tarde e um tanto cínico esse procurador vir dizer aquilo que todos que nos opusemos ao golpe já dizíamos quando ele – o procurador – e sua turma (incluindo, aí, a imprensa hegemônica, da qual a Exame é parte) não só apoiavam como sustentavam o golpe (travestido de impeachment de Dilma) urdido pela facção de criminosos do PMDB-PSDB, com apoio do mercado financeiro e de grandes empresários, num "acordo com Supremo e tudo" (Jucá, Romero; 2016).

E mesmo a turma que se vestiu de verdade-e-amarelo e foi às ruas arrastando as suas babás negras para apoiar os golpistas, mesmo essa turma sabia que não se tratava de um movimento anticorrupção. A questão ali não era a corrupção (tanto é que essa turma está caladinha diante das provas de corrupção envolvendo Aécio Neves, Rocha Loures, Geddel Viera Lima e Michel Temer, todos impunes até agora; até as panelas foram guardadas). A questão ali era ÓDIO DE CLASSE e às minorias! O que moveu os paneleiros e a coxinhada foi o ódio aos pobres e às minorias e às políticas sociais voltadas para estes. Os criminosos golpistas, a mídia hegemônica e os procuradores da Lava a Jato, bem como o juiz de ternos pretos cafonas (e podem chiar o quanto quiserem, os ternos dele são cafonas, ponto!) souberam muito bem manipular esse ódio porque esse ódio é parte deles. Agora, meus caros, Inês é morta!

PUBLICIDADE
Acompanhe as publicações do DCM no Facebook. Curta aqui.

Clique aqui e assine nosso canal no youtube



Nenhum comentário:

Cancion con todos

Salgo a caminar
Por la cintura cosmica del sur
Piso en la region
Mas vegetal del viento y de la luz
Siento al caminar
Toda la piel de america en mi piel
Y anda en mi sangre un rio
Que libera en mi voz su caudal.

Sol de alto peru
Rostro bolivia estaño y soledad
Un verde brasil
Besa mi chile cobre y mineral
Subo desde el sur
Hacia la entraña america y total
Pura raiz de un grito
Destinado a crecer y a estallar.

Todas las voces todas
Todas las manos todas
Toda la sangre puede
Ser cancion en el viento
Canta conmigo canta
Hermano americano
Libera tu esperanza
Con un grito en la voz