Páginas

pergunta:

"Até quando vamos ter que agüentar a apropriação da idéia de 'liberdade de imprensa', de 'liberdade de expressão', pelos proprietários da grande mídia mercantil – os Frias, os Marinhos, os Mesquitas, os Civitas -, que as definem como sua liberdade de dizer o que acham e de designar quem ocupa os espaços escritos, falados e vistos, para reproduzir o mesmo discurso, o pensamento único dos monopólios privados?"

Emir Sader

25.3.15

‘Misa Criolla’ na Unisinos

'Misa Criolla' na Unisinos

EM MARÇO 24, 2015

Composta e gravada pela primeira vez em 1964, a Misa Criolla, de Ariel Ramirez e Félix Luna (Argentina 1964) será tema da audição comentada ministrada pelo músico Demétrio de Freitas Xavier, da rádio FM Cultura. A atividade, que faz parte da programação de Ética, Mística, Transcendência, será realizada nesta quinta-feira, 26-03-2015, na Sala Ignacio Ellacuría e Companheiros, às 17h30min.

A 'Misa Criolla' é uma obra folclórico-religiosa para solistas, coro e orquestra. Os textos litúrgicos foram traduzidos e adaptados por dois sacerdotes, Antonio Osvaldo Catena e Alejandro Gabriel Segade Mayol e Jesus.

A obra é dedicada a duas irmãs alemãs, Elisabeth e Regina Brückner, que traziam comida às escondidas para os prisioneiros de um campo de concentração durante Segunda Guerra Mundial.

A primeira inspiração de Ariel Ramírez é dos anos 1950, quando ele ainda era um músico desconhecido e vivia em um convento em Würzburg,na Alemanha.

Lá, ele entrou em contato com as irmãs Elizabeth e Regina Brückner, ambas religiosas, que lhe contaram que uma bela casa na frente do convento tinha sido um campo de concentração nazista, onde, todas as noites, desafiando a morte, elas levavam comida para os prisioneirosfamintos.

No dia 12 de dezembro de 2014, festa de Nossa Senhora de Guadalupe, Padroeira da América Latina, por iniciativa do Papa Francisco, a missa foi oficiada, pela primeira vez, na Basílica de São Pedro, em Roma.

Confira

 

O papa Francisco também celebrou uma missa solene na Basílica de São Pedro, no dia 12 de dezembro de 2014, onde músicos argentinos interpretaram a Misa Criolla, composta por Ariel Ramírez, há 51 anos, com interpretação de Facundo Ramírez, filho do autor, e da cantora Patrícia Sosa, junto com um coro romano.

"Quando escutei pela primeira vez a Misa Criolla eu era estudante, acho que de Teologia, não recordo bem. E gostei muito. Gostei muito do "Cordeiro de Deus", que é de uma beleza impressionante. O que não esqueço nunca é que a escutei cantada por Mercedes Sosa", disse o Francisco.

 

 

Sobre o palestrante:

Demétrio de Freitas Xavier é músico porto-alegrense, especializado na música crioula do Uruguai e daArgentina. Atuando no Rio Grande do Sul e nos dois países platinos, enfatiza sua pesquisa na obra do argentino Atahualpa Yupanqui, tendo traduzido e gravado, em versão bilíngue, seu poema maior, O Pajador Perseguido. Vencedor da última Califórnia da Canção Nativa, com uma poesia musicada por Marco Aurélio VasconcellosA Sanga do Pedro Lira.

Formado em Ciências Sociais pela UFRGS, conduz na FM Cultura de Porto Alegre o programa Cantos do Sul da Terra, dedicado à música e à literatura do sul do continente e indicado em 2012 para o Prêmio Press.

Por Fernanda Forner

http://www.unisinos.br/blogs/ihu/religioes/religiosidade-e-folclore-misa-criolla-e-tema-de-audicao-comentada/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=religiosidade-e-folclore-misa-criolla-e-tema-de-audicao-comentada


Nenhum comentário:

Cancion con todos

Salgo a caminar
Por la cintura cosmica del sur
Piso en la region
Mas vegetal del viento y de la luz
Siento al caminar
Toda la piel de america en mi piel
Y anda en mi sangre un rio
Que libera en mi voz su caudal.

Sol de alto peru
Rostro bolivia estaño y soledad
Un verde brasil
Besa mi chile cobre y mineral
Subo desde el sur
Hacia la entraña america y total
Pura raiz de un grito
Destinado a crecer y a estallar.

Todas las voces todas
Todas las manos todas
Toda la sangre puede
Ser cancion en el viento
Canta conmigo canta
Hermano americano
Libera tu esperanza
Con un grito en la voz