Páginas

pergunta:

"Até quando vamos ter que agüentar a apropriação da idéia de 'liberdade de imprensa', de 'liberdade de expressão', pelos proprietários da grande mídia mercantil – os Frias, os Marinhos, os Mesquitas, os Civitas -, que as definem como sua liberdade de dizer o que acham e de designar quem ocupa os espaços escritos, falados e vistos, para reproduzir o mesmo discurso, o pensamento único dos monopólios privados?"

Emir Sader

11.3.15

Deputado do PT defende imposto sobre grandes fortunas na Câmara

Congresso

Deputado do PT defende imposto sobre grandes fortunas na Câmara

Para parlamentar, governo federal precisa tirar tributação do papel para "taxar o capital e os lucros dos bancos"
por Redação — publicado 11/03/2015 13:00, última modificação 11/03/2015 13:11
Gustavo Bezerra

O deputado federal Marcon (PT-RS) usou seu discurso no Plenário da Câmara dos Deputados, na última quarta-feira 4, para fazer uma defesa do imposto sobre grandes fortunas, com o objetivo de aumentar a arrecadação do governo Dilma Rousseff. No pronunciamento, o parlamentar citou a entrevista publicada em CartaCapital, com o mestre em Finanças Públicas e ex-secretário de Finanças na gestão da ex-prefeita Luiza Erundina, em São Paulo, Amir Khair, ao dizer que o Brasil precisa "taxar o capital, as grandes fortunas e os lucros dos bancos",

"Único dos sete tributos federais previstos na Constituição sem regulamentação até hoje, o Imposto sobre Grandes Fortunas precisa sair do papel em um momento no qual o governo federal busca ampliar sua arrecadação. Em entrevista, nesta semana, à revista CartaCapital, [Amir Khair] disse que calcula que a taxação de patrimônios poderia render aproximadamente 100 bilhões de reais por ano, se aplicada alíquota média de 1% sobre os bens das pessoas, em uma simulação hipotética, de valores superiores a 1 milhão de reais", afirmou.

Apesar de estar previsto na Constituição e ser alvo de uma dezena de projetos de lei, o imposto sobre grandes fortunas nunca chegou a ser colocado em votação no Congresso. Uma das propostas, de autoria do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, aguarda votação há pelo menos 15 anos.


http://www.cartacapital.com.br/blogs/parlatorio/deputado-do-pt-defende-imposto-sobre-grandes-fortunas-na-camara-9059.html



Nenhum comentário:

Cancion con todos

Salgo a caminar
Por la cintura cosmica del sur
Piso en la region
Mas vegetal del viento y de la luz
Siento al caminar
Toda la piel de america en mi piel
Y anda en mi sangre un rio
Que libera en mi voz su caudal.

Sol de alto peru
Rostro bolivia estaño y soledad
Un verde brasil
Besa mi chile cobre y mineral
Subo desde el sur
Hacia la entraña america y total
Pura raiz de un grito
Destinado a crecer y a estallar.

Todas las voces todas
Todas las manos todas
Toda la sangre puede
Ser cancion en el viento
Canta conmigo canta
Hermano americano
Libera tu esperanza
Con un grito en la voz