Páginas

pergunta:

"Até quando vamos ter que agüentar a apropriação da idéia de 'liberdade de imprensa', de 'liberdade de expressão', pelos proprietários da grande mídia mercantil – os Frias, os Marinhos, os Mesquitas, os Civitas -, que as definem como sua liberdade de dizer o que acham e de designar quem ocupa os espaços escritos, falados e vistos, para reproduzir o mesmo discurso, o pensamento único dos monopólios privados?"

Emir Sader

14.3.17

Um brinde ao novo peso-pesado que chega ao Nocaute: Samuel Pinheiro Guimarães.

Um brinde ao novo peso-pesado que chega ao Nocaute: Samuel Pinheiro Guimarães.

A partir da próxima semana Nocaute terá em seu time um dos mais respeitados homens públicos brasileiros, o embaixador Samuel Pinheiro Guimarães, que fará uma colaboração semanal exclusiva para nossos seguidores.

17125276_1585220924828505_2024080750_n

 

 

Diplomata de carreira, Samuel Pinheiro Guimarães é formado em Ciências Sociais (Universidade do Brasil) e mestre em Economia pela Boston University. Conhecido pela independência com que defende suas convicções, em 1965, no governo do marechal Castelo Branco, foi exonerado da Assessoria de Cooperação Internacional da Sudene por resistir às interferências da USAID (United States Agency for International Development) no órgão. No governo Figueiredo deixou a vice-presidência da Embrafilme durante a crise gerada pelo filme "Pra frente, Brasil", uma crítica contundente à tortura de presos políticos no Brasil. No governo Fernando Henrique foi exonerado do cargo de diretor do Instituto de Pesquisas em Relações Internacionais (IPRI) do Itamaraty por protestar publicamente contra a adesão de FHC à ALCA, em detrimento do Mercosul.

Foi secretário-geral do Itamaraty, na gestão Celso Amorim, e ministro-chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República (governo Lula) e Alto-Representante Geral do Mercosul. Samuel Pinheiro Guimarães é autor dos livros "Quinhentos anos de periferia" (1999) e "Desafios brasileiros na era dos gigantes" (2006), obra pela qual foi eleito Intelectual do Ano, recebendo o Troféu Juca Pato da União Brasileira de Escritores.


http://www.nocaute.blog.br/brasil-es/um-brinde-ao-novo-peso-pesado-que-chega-ao-nocaute-samuel-pinheiro-guimaraes.html


Nenhum comentário:

Cancion con todos

Salgo a caminar
Por la cintura cosmica del sur
Piso en la region
Mas vegetal del viento y de la luz
Siento al caminar
Toda la piel de america en mi piel
Y anda en mi sangre un rio
Que libera en mi voz su caudal.

Sol de alto peru
Rostro bolivia estaño y soledad
Un verde brasil
Besa mi chile cobre y mineral
Subo desde el sur
Hacia la entraña america y total
Pura raiz de un grito
Destinado a crecer y a estallar.

Todas las voces todas
Todas las manos todas
Toda la sangre puede
Ser cancion en el viento
Canta conmigo canta
Hermano americano
Libera tu esperanza
Con un grito en la voz