Páginas

pergunta:

"Até quando vamos ter que agüentar a apropriação da idéia de 'liberdade de imprensa', de 'liberdade de expressão', pelos proprietários da grande mídia mercantil – os Frias, os Marinhos, os Mesquitas, os Civitas -, que as definem como sua liberdade de dizer o que acham e de designar quem ocupa os espaços escritos, falados e vistos, para reproduzir o mesmo discurso, o pensamento único dos monopólios privados?"

Emir Sader

16.3.17

enviar e-mail a parlamentares

14/03/2017 14:28


Sintrajufe/RS convoca categoria a enviar e-mail a parlamentares pedindo a rejeição da reforma da Previdência


Em meio às diversas mobilizações que vêm sendo construídas por movimentos populares e entidades sindicais, entre elas o Sintrajufe/RS, com o objetivo de barrar a reforma da Previdência, é importante utilizar todas as ferramentas possíveis para pressionar os parlamentares. Por isso, o Sintrajufe/RS convoca a categoria a enviar e-mails para os deputados gaúchos defendendo a rejeição da proposta do governo de Michel Temer. 

No texto, ressalta-se a farsa do déficit, destaca-se que não há nenhuma justificativa plausível para a reforma e que a proposta do governo trata-se de uma profunda retirada de direitos que pode acabar com a aposentadoria de boa parte da população brasileira. 

Veja abaixo o texto que o Sintrajufe/RS sugere que seja enviado aos parlamentares e, a seguir, a lista de e-mails dos deputados do Rio Grande do Sul:

 
 

 

Excelentíssimo(a) Senhor(a) Deputado(a) Federal:


 
 

 

Nós, trabalhadores do Judiciário Federal do Rio Grande do Sul, gostaríamos de contar com o apoio de V. Exa. no sentido de garantir que não sejam retirados direitos dos trabalhadores brasileiros na reforma da Previdência Social (PEC 287/16) patrocinada pelo governo federal, rejeitando na íntegra a proposta governamental


 
 

 

Entendemos que é urgente e necessária ampla e profunda discussão acerca da arrecadação do Sistema de Seguridade Social Brasileiro, uma vez que se forem consideradas todas as receitas previstas na Constituição Federal, não há qualquer déficit na Previdência Social, como insiste em divulgar o governo em sua campanha como justificativa para a reforma. Ao contrário, como já demonstrado em estudos da Anfip - Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil, corroborados por diversos outros especialistas na matéria, os superávits da Previdência Social nos últimos anos foram sucessivos: saldo positivo de R$ 59,9 bilhões em 2006; R$ 72,6 bilhões, em 2007; R$ 64,3 bi, em 2008; R$ 32,7 bi, em 2009; R$ 53,8 bi, em 2010; R$ 75,7 bi, em 2011; R$ 82,7 bi, em 2012; R$ 76,2 bi, em 2013; R$ 53,9 bi, em 2014 e R$ 24 bi, em 2016.


 
 

 

Como se vê, o déficit sustentado pelo governo (sem qualquer cálculo atuarial que o comprove) é fictício e fruto de manipulação de dados, desconsiderando arrecadação com Cofins, CSLL, PIS-Pasep, impostos sobre exportações, impostos sobre as loterias, entre outros receitas destinadas à Seguridade Social, nos termos da CF/88.


 
 

 

Além disso, o governo usa a famigerada DRU (Desvinculação de Receitas da União) para transferir o superávit da Seguridade Social e cobrir outras despesas, notadamente o pagamento de juros da dívida pública, que deve consumir quase metade do orçamento federal no ano de 2017 (R$ 1,7 trilhão, conforme Lei Orçamentária Anual de 2017), dinheiro esse que, curiosamente, é destinado para agentes econômicos que tem muito a lucrar com a venda de fundos de previdência privada. Muitos desses, aliás, figuram na lista dos maiores devedores da Previdência Social.

 


Nesse contexto, senhor(a) deputado(a), não há qualquer justificativa plausível para a aprovação da PEC 287/2016, projeto que retira direitos dos trabalhadores e, para boa parte desses, significa, na prática, inviabilizar o direito à aposentadoria.

 
 

 

Ante o exposto, queremos contar com seu apoio para rejeitar a proposta de reforma da Previdência, votando NÃO à PEC 287/2016, projeto prejudicial à população e, como sustentado acima, apresentado com base em premissas absolutamente equivocadas.


 
 

 

Acompanharemos seu voto!


 
 

 

Cordialmente,


 
 

 

Lista de e-mails:





































Nenhum comentário:

Cancion con todos

Salgo a caminar
Por la cintura cosmica del sur
Piso en la region
Mas vegetal del viento y de la luz
Siento al caminar
Toda la piel de america en mi piel
Y anda en mi sangre un rio
Que libera en mi voz su caudal.

Sol de alto peru
Rostro bolivia estaño y soledad
Un verde brasil
Besa mi chile cobre y mineral
Subo desde el sur
Hacia la entraña america y total
Pura raiz de un grito
Destinado a crecer y a estallar.

Todas las voces todas
Todas las manos todas
Toda la sangre puede
Ser cancion en el viento
Canta conmigo canta
Hermano americano
Libera tu esperanza
Con un grito en la voz